segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Dicas para o uso de colares

Cores: é possível misturar tons metálicos diferentes e pedras de diferentes cores e formas em vários colares.

Formato anatómico: para quem tem o pescoço curto: evitar utilizar maxi colares sem um decote que pareça aumentar o tamanho do pescoço; evitar o uso de gargantilhas; para quem tem o pescoço longo: fica bem o uso de gargantilhas.

Equilíbrio: é possível combinar mais do que um colar, desde que um deles não tire visibilidade a outro (o ideal é a junção de vários colares delicados); se o foco do look for o colar, utilizar bijuterias mais básicas noutros pontos do corpo; evitar brincos grandes com maxi colares; evitar maxi colares com camisolas de padrões muito chamativos.

Decote: finalmente, há tipos de colares que combinam melhor com determinados decotes, como se vê na imagem.

Imagem de beijodaglai.com.br

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Dicas sobre o uso de brincos

Os brincos, tal como as outras peças de bijuteria, podem misturar vários tons metálicos, várias cores, várias formas, vários materiais. Podem ser bem pequenos e discretos ou enormes. Para um look elegante, é aconselhado evitar brincos exuberantes juntamente com um colar exuberante, uma vez que fica exagerado, "pesado". Portanto, brincos exuberantes requerem, para o look ficar mais equilibrado, o uso de peças de bijuteria mais básicas noutros pontos do corpo. É também necessário ter em atenção o peso dos brincos grandes, pois facilmente se tornam desconfortáveis. Os brincos podem ser usados de forma um pouco mais ousada, com pares desiguais (adoro esta tendência, que é apresentada na foto, embora se veja apenas o brinco comprido, o outro é pequeno). A diferença entre os brincos pode ser discreta ou mais acentuada, usando por exemplo, um brinco bastante comprido e outro muito mini ou usando mesmo apenas um brinco.

Imagem de justfantasybijuteria.blogspot.pt
O brinco é elaborado em arame de aço inoxidável e missangas vermelhas.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...