terça-feira, 1 de junho de 2021

Como é o seu anjo intuitivo? How does your angel looks like?

Olá, leitores e leitoras do blogue! Criei um novo artigo, que já está à venda na minha loja OneDreamOneMirror, feito por encomenda. Trata-se de uma pequena pintura personalizada de um anjo, dentro de um estilo expressionista, com o tamanho standard de cartões de coleções de artistas (ACEO Art Cards Editions and Originals), de 2,5 inches x 3,5 inches. Pode ver o anúncio do artigo aqui.
Hi readers! I have a new listing made to order, which is already in my OneDreamOneMirror store. It is a small custom painting of an angel, in an expressionist style, with the standard size of 2.5 inches x 3.5 inches of an ACEO card (Art Cards Editions and Originals). You can see the listing here.

Os trabalhos na imagem aparecem apenas como exemplo do estilo de pintura.
The artworks in the image appear only as an example of the painting style.
Imagem de justfantasybijuteria.blogspot.pt

Para pintar o seu anjo, preciso que me indique 10 palavras a seu respeito, a respeito dos seus gostos, experiências, desejos, valores, qualidades... As 10 palavras não têm de ser objetivas, também podem ser subjetivas, uma vez que o estilo intuitivo e expressionista da pintura permite expressar a subjetividade. O resultado será um anjo que dirá respeito apenas a si, visto que a pintura seguiu as suas palavras. Este será, portanto, um trabalho original, único.
To paint your angel, I need you to tell me 10 words about yourself, about what you like, your experiences, desires, values, qualities... The 10 words can be objective, and also subjective, since the intuitive and expressionist style of painting allows me to express some subjectivity. The result will be an angel just related to you, since the painting followed your words. This will therefore be an original, one-of-a-kind angel artwork.

Agora, gostaria de revelar porque incluí este trabalho nos meus artigos. Um dos aspetos que me parecem vigorar no ser humano é a intuição, mas esta é muito pouco explorada. Penso que é mesmo algo desconsiderado e deixado de parte, assim como os sonhos que acontecem no sono. Mas, a intuição, que, neste contexto, também podemos chamar de um “sexto sentido” ou de “sensibilidade”, parece-me ser bastante comum e acontecer em todas as pessoas e não apenas em alguns seres humanos que “tenham um dom”. É claro que algumas pessoas terão este sentido mais apurado do que outras, talvez as pessoas mais observadoras, com maior capacidade de escuta, capazes de estar em silêncio e com elas próprias, capazes de enfrentar os seus próprios medos e ansiedades e simples o suficiente para perceberem detalhes, subtilezas.
Now, I would like to reveal why I included this listing in my store. One of the aspects that seem to me to be effective in the human being is intuition, but this is very little explored. I think it is really something that is disregarded and left out, just like the dreams that happen in sleep. But intuition, which, in this context, we can also call a “sixth sense” or “sensitivity”, seems to me to be quite common and to happen in all people and not just in some human beings who “have a gift”. It is clear that some people will have this sense more refined than others, perhaps more observant people, with greater capacity for listening, able to be silent and with themselves, able to face their own fears and anxieties and simple enough to perceive details, subtleties.

Portanto, este trabalho parte da intuição que considero que toda a gente tem. Um outro aspeto a salientar é a forma como todas as pessoas estão conectadas. Mesmo as pessoas que nunca se viram e que estão a milhares de quilómetros de distância têm que ver umas com as outras. É que todos somos a humanidade, todos temos uma história e essa história, no geral, é uma história comum. Além disso, somos feitos da mesma matéria. No que diz respeito ao inconsciente, falando de camadas da mente (a psicologia de Freud), há vários autores que consideram que este compreende toda a história da humanidade e, por isso, as pessoas encontram símbolos, imagens, enredos nos sonhos que são muito semelhantes. Assim, penso que as 10 palavras indicadas, que considero necessárias para fazer este trabalho, permitirão uma espécie de comunicação entre o autor das palavras e o autor das pinturas para que a obra resulte num anjo que traga, em si, a forma como o artista vislumbrou a outra pessoa na imagem de um anjo. Isto pode ser uma espécie de retrato pouco convencional, isto é, retrata-se uma pessoa na forma de um anjo pintado num estilo expressionista.
So this work is based on the intuition that I think everyone has. Another aspect to be highlighted is the connection between people. Even people who have never seen each other and who are thousands of kilometers away have to do with each other. It's because we are all humanity, we all have a story and that story, in general, is a common story. Furthermore, we are made of the same material. With regard to the unconscious, speaking of layers of the mind (Freud's psychology), there are several authors who consider that it includes the whole history of humanity and, therefore, people find symbols, images, tales in dreams that are very similar. So, I think that the 10 words indicated, which I consider necessary to make this work, will allow a kind of communication between the author of the words and the author of the paintings that results in an angel that is how the artist glimpsed the other person. This is an unconventional portrait, that is, a person is portrayed in the form of an angel painted in an expressionist style.

Porquê as 10 palavras? Penso que poucas palavras soltas e, talvez, subjetivas sejam o ideal para fazer este trabalho. O facto de, maioritariamente, não conhecer as pessoas que solicitam esta encomenda também é vantajoso. Porquê? Porque este é um trabalho realizado de forma intuitiva e fluirá tão melhor quanto menos conhecer, pois assim não estarei fixa a uma imagem. Isto é ótimo para a liberdade e, assim, para a intuição e criatividade. Mas, preciso de algumas impressões e daí as 10 palavras.
Why the 10 words? I think that a few and perhaps subjective words are ideal for doing this job. The fact that I do not know the people who request this order is also advantageous, because this is a job done in an intuitive way and it will flow as best as I know less, because then I will not be fixed to one image. This is great for freedom and, therefore, for intuition and creativity. But still, I need some impressions and so the 10 words.

Em termos mais técnicos, a pintura será efetuada dentro de um período de 15 dias. Será uma pintura com tinta acrílica sobre papel Canson de 200g e terá um acabamento em verniz, próprio para papel, que dá uma superfície brilhante e proteção. Assinarei a pintura com as minhas iniciais na frente e colocarei alguns detalhes no verso. A pintura será enviada com uma folha de papel vegetal na frente, dentro de um pequeno envelope, e protegida com cartão duro ou k-line. O envio será feito por correio registado.
Technically, the painting will be made within a period of 15 days. It will be an acrylic painting on 200g Canson paper and will have a varnish finish, suitable for paper, which gives a shiny surface and protection. I will sign the painting with my initials on the front and add some details on the back. The painting will be sent with a parchment paper in the front, inside a small envelope, and protected with hard cardboard or k-line. Shipping will be done by registered mail.

Posso mostrar o trabalho através de fotos, quando terminar, ou poderei enviar com o fator surpresa, se preferir. Mas, das duas formas, poderá sempre surpreender-se com o resultado deste trabalho artístico. Este retrato original, na forma de um anjo, poderá ser para si ou para alguém que conheça e queira surpreender, alguém que goste de colecionar anjos de todos os estilos. Neste caso, as 10 palavras devem ser alusivas à pessoa sobre quem está a pensar.
I can show you photos, when I finish, or I can send it with the surprise factor, if you prefer. But, in both ways, you can always be surprised by the result of this artwork. This original portrait, in the shape of an angel, may be for you or someone you know and want to surprise, maybe someone who likes to collect angels of all styles. In this case, the 10 words must allude to the person you are thinking about.

Este trabalho poderá ser emoldurado, com uma moldura ajustada à sua dimensão ou colocado no centro de uma moldura maior. Penso que ficam muito giros em molduras em acrílico.
This work can be framed, with a frame adjusted to its size or placed in the center of a larger frame. I think they look really cute in an acrylic frame.

Veja vários anjos que tenho pintado, de um modo intuitivo, neste link. Entretanto, estarei à disposição para responder a questões sobre este item. Se gostou da publicação, partilhe através dos ícones que aparecem abaixo.
See some of my intuitive angels artworks in this link. In the meantime, I can answer questions about this item. If you liked the post, share it using the icons that appear below.

sábado, 15 de maio de 2021

Qual é a sua vocação profissional? What is your passion?

Esta pergunta, muitas vezes inquietante, pode acompanhar-nos desde cedo e continuamente nas nossas vidas. Pode ser atribuída mais ou menos importância ao que seria a nossa vocação. E, até se pode perguntar: será que existe tal coisa como uma vocação? Será que basta aprender algo e transformá-lo numa vocação? Estou a falar de vocação como uma propensão natural para alguma coisa, uma atividade, um trabalho, que se possa tornar uma profissão.
This question, often disturbing, can follow us from an early age and continuously in our lives. More or less importance can be attributed to what our passion would be. And, one might even ask: is there such a thing as a vocation? Is it enough to learn something and turn it into a passion? I'm talking about vocation as a natural propensity for something, an activity, a job, that can become a profession.

Por vezes, a vida dá cartas abstratas.
Sometimes life gives us abstract cards.
Imagem de justfantasybijuteria.blogspot.pt

Atualmente, é possível ter acesso a uma série de conhecimentos e atividades. Uma forma de descobrir a própria vocação pode ser, precisamente, aprender coisas novas. Eventualmente, alguma dessas atividades destacar-se-á e podemos dedicar-nos sem que isso compreenda um esforço, no sentido de conflito por ter de se trabalhar sem motivação.
Currently, it is possible to access to a range of knowledge and activities. One way of discovering one's vocation can be, precisely, to learn new things. Eventually, some of these activities will stand out and we can dedicate ourselves without an effort, in the sense of conflict for having to work without motivation.

É importante observar a nossa relação com as coisas e ver aquilo que faz sentido para nós. Será que poderemos e conseguiremos segui-lo? Nesta publicação, falo em termos de ocupação profissional. No entanto, podemos assumir a mesma atitude em todos os aspetos da vida.
It is important to look at our relationship with things and see what makes sense to us. Will we be able to follow it? In this post, I speak in terms of professional occupation. However, we can assume the same attitude in all aspects of life.

Vou falar um pouco da minha mudança de área profissional, uma mudança que aconteceu gradualmente desde 2011. Comecei por dedicar-me, embora poucas horas, a fazer bijuterias e pinturas, apenas com atenção a técnicas e não à criatividade. E, escrevia, era uma escrita introspetiva, sobre sentimentos, pensamentos. Iniciei, também, diários de sonhos. Nessa altura, não pensava que poderia ter uma profissão relacionada com artes e, ainda menos, com a escrita.
I will talk a little about my carreer change that happened gradually since 2011. I started making, although only a few hours, jewelry and paintings with attention to techniques and not to creativity. And, I wrote, it was an introspective writing, about feelings, thoughts. I also started dream diaries. At that time, I didn't think I could be an artist or a writer.

Apesar de ter sido daquelas pessoas que, ao querer desenhar ou escrever, ficava muito tempo a olhar para uma folha em branco, com um bloqueio de criatividade, a dado momento a minha criatividade começou a fluir de um modo que me surpreendeu. O autoconhecimento é importante, porque as coisas vão-se tornando claras para nós, percebe-se muito bem aquilo que faz sentido nas nossas vidas e o que não faz. Então, fiz uma mudança: dediquei-me a tempo inteiro às artes e à escrita.
Although I was one of those people who spent a long time looking at a blank paper, with a block of creativity, at one point my creativity started to flow in a way that surprised me. Self-knowledge is important, because things are becoming clear to us, we understand very well what makes sense in our lives and what does not. So, I made a change: I dedicated full time to the arts and writing.

Neste momento, trabalho na área da filosofia. Mas, este trabalho convergiu naturalmente com as artes e a escrita, o que também me surpreendeu. As várias áreas convergem como rios e parece que tudo flui na mesma direção. Penso que é assim porque estas atividades estão de acordo com o meu ser, fazem parte do que é mais honesto e verdadeiro em mim. Será o que se chama vocação?
Currently, I work in ​​philosophy. But, this work naturally converged with the arts and writing, which also surprised me. The various areas come together like rivers and they seem to flow in the same direction. I think this is because these activities are in accordance with my being, they are part of what is most honest and true about me. Is it what is called a vocation?

Na filosofia, de um modo geral, dedico-me à investigação sobre sonhos, estados meditativos, estados alterados de consciência… São estados que podem potenciar a nossa criatividade, no trabalho, na vida do dia-a-dia. Investigo o acesso a estes estados. O autoconhecimento está relacionado com isto, assim como um certo desapego, tudo tem que ver com uma espécie de fluir, de permitirmos o fluir. Não é algo fácil, porque estamos habituados ao oposto, a trabalhar a memória e a viver quase que exclusivamente através da memória, do pensamento, como se não houvesse lugar para mais nada. E, mesmo as “estratégias” que podem ser utilizadas para uma tranquilidade da mente tornam-se mais do mesmo, como as técnicas meditativas e quaisquer outras. A este respeito recomendo as leituras do Jiddu Krishnamurti, fico contente por ter chegado à mensagem desta pessoa, contribuiu imenso para compreender muitas coisas.
In philosophy, in general, I research dreams, meditative states, altered states of consciousness... These are states that can enhance our creativity, at work and in everyday life. I investigate the access to these states. Self-knowledge is related to this, as well as a certain detachment, everything has to do with a kind of flow, of allowing the flow. It is not easy, because we are used to the opposite, working with memory and living almost exclusively through memory, thinking, as if there was no place for anything else. And even the "strategies" that can be used for a peacefulness of the mind become more of the same, like meditative techniques and any others. In this regard, I recommend reading the work of Jiddu Krishnamurti, I am glad I with his message, which contributed a lot to understand many things.

Continuando, se a investigação, em termos académicos, se torna também muito focada nos métodos, decidi, a par disso, continuar a escrever criativamente. E, publiquei um livro em 2019. Se quiserem poderei fazer uma publicação sobre o livro. Eu diria que é uma escrita criativa existencialista. O livro é difícil de categorizar, mas, no meio académico, foi indicado como filosofia do espírito. Mas, não são seguidos métodos filosóficos, este livro é um devaneio, porque se associa muito ao sonhar, à busca da consciência pela verdade no meio do caos, é o retrato escrito de uma crise existencial. Enquadra-se no chamado fluxo de consciência e monólogo interior.
Continuing, if academic research also becomes very focused on methods, I decided, along with that, to continue to write creatively. And, I published a book in 2019. If you want I can make a post about the book. I would say that the book is an existentialist creative writing. The book is difficult to categorize, in academia it has been nominated as a philosophy of spirit. But, philosophical methods are not followed, this book is a daydream, because it is very much associated with dreaming, the search for the truth in the middle of chaos, it is the written portrait of an existential crisis. It is part of the so-called flow of consciousness and inner monologue.

As pinturas são elaboradas da mesma forma como gosto de escrever, intuitivamente. Muitas delas são imagens oníricas, criaturas bizarras dos sonhos, seres pouco nítidos, de cores e formas incomuns, lugares estranhos. Este está a tornar-se o meu trabalho, tudo junto, a filosofia, a escrita criativa e a pintura. As bijus estão um pouco secundárias, de produção muito lenta.
The paintings are created in the same way that I like to write, intuitively. Many of them are dreamlike images, bizarre creatures of dreams, indefinite beings, of unusual colors and shapes, strange places. This is becoming my work, all together, philosophy, creative writing and painting. The bijus are a little secondary, with a very slow production.

Mas, como podemos perceber se estamos no rumo certo? Dá-se tanta importância ao pensar, ao planear, ao relato sobre o que somos, temos e fazemos, que aquilo que nos permite ser realmente criativos é desvalorizado. Pode-se dizer que é o desapego das ideias, a observação em silêncio (interior). O simples observar, em algum momento, permite ver pontos coincidentes: uma imagem de um sonho que parece coincidir com uma vivência atual, uma repetição de pequenos detalhes em diferentes momentos da nossa vida que parecem estranhamento relacionados… É como se existissem guias, muito simples, pode ser apenas uma folha ao vento, um pequeno animal, uma palavra… Isto pode ser explorado, uma forma de o fazer é, precisamente, através da pintura ou da escrita. Se gostarem destes temas posso fazer publicações específicas sobre a pintura intuitiva, a escrita criativa ou diários de sonhos ou, ainda, sobre o acesso aos estados criativos de que falei. Não direi o “como”, porque vai contra as leituras que fazem sentido para mim e contra à forma como tenho trabalhado, mas apresentarei algumas indicações de aspetos que as pessoas podem investigar por si próprias, fazendo uso da sua liberdade, da sua criatividade e intuição.
But, how can we know if we are on the right way? So much importance is given to thinking, planning, reporting what we are, have and do, that what allows us to be really creative is devalued. It can be said that it is the detachment of ideas, the observation in (inner) silence. The simple observation, at some point, allows us to see coincident points: an image of a dream that seems to coincide with a current experience, a repetition of small details in different moments of our life that seem related... It is as if there were guides, very simple, it could be just a leaf in the wind, a small animal, a word... This can be explored, a way to do it is, precisely, through painting or writing. If you like these themes, I can make specific posts about intuitive painting, creative writing or dream journals, or even about access to the creative states I spoke. I will not say the “how”, because it goes against the readings that make sense to me and against the way I have been working, but I will present some indications of aspects that people can investigate for themselves, making use of their freedom, their creativity and intuition.

Não é fácil, mas podemos procurar viver assim, no fluxo, no movimento da vida. Podemos tomar decisões assim, observando e deixando a resposta aparecer ou ir aparecendo, sem a pressão de pensar bem quando, na verdade, não sabemos, não temos ideia do que fazer. Podemos ser simples, muito mais presentes e muito mais dinâmicos, isto é, mais vivos, mais livres, porque há respostas que apenas cada pessoa poderá e deverá fornecer a si própria. Deste modo, talvez possamos descobrir a nossa vocação. Penso que se formos honestos connosco próprios seremos, consequentemente, honestos com os outros e nas atividades a que nos propusermos e isso fará a diferença.
It is not easy, but we can try to live like this, in the flow, in the movement of life. We can make decisions, observing and letting the answer appear, without the pressure to think well when, in fact, we don't know, we have no idea what to do. We can be simple, much more present and much more dynamic, that is, more alive, more free, because there are answers that only each person can and should provide to himself. In this way, perhaps we can discover our passion. I think that if we are honest with ourselves, we will therefore be honest with others and in the activities we set out to do and that will make a difference.

sábado, 1 de maio de 2021

Cupão

Ultimamente, tenho andado atenta a cupões para fazer compras com desconto. Assim, decidi criar também um cupão para a minha loja OneDreamOneMirror, válido até ao final do ano.

Imagem de justfantasybijuteria.blogspot.pt

Com este cupão, no caso de querer adquirir 3 ou mais artigos da minha loja, ofereço 30% de desconto.

Para utilizar o cupão, adicionam-se os artigos ao carrinho e, depois, na opção "apply shop coupon codes" (aplicar o código do cupão), deve ser indicado o seguinte código: 30PERCENT3ITEMS. O desconto será imediatamente aplicado.

Alguém costuma comprar com cupões? A minha ideia é de que, pelo menos em Portugal, não existe muito esse hábito. Além disso, os cupões que encontro têm uma oferta muito limitada em termos de validade e do número de artigos a que se aplicam, normalmente dão para um artigo.

quinta-feira, 15 de abril de 2021

Desafios: começar a criar bijuterias

Esta publicação é orientada para quem quer ou está a começar a criar bijuterias. Este é um desafio. Assim, vou falar um pouco sobre a minha experiência pessoal neste sentido.

Não sei exatamente porque me interessei por criar bijuterias. Mas, o trabalho artístico com arame despertou a minha atenção. Modelar os fios de arame para criar bijuterias é um processo simples, que não exige muitos recursos e que dá a origem a uma enorme variedade de peças, a criatividade é o limite. Além disso, consoante o material (latão, cobre, cobre esmaltado, prata, ouro, aço, alumínio) e, dependendo do tipo de missangas adicionadas, a bijuteria em arame pode enquadrar-se num estilo antigo ou num estilo contemporâneo.

É claro que, inicialmente, é importante conhecer algumas técnicas. Há muitas bijuterias em arame na Internet, com um design simples, que podem servir de inspiração. Gosto particularmente do trabalho do escultor Alexander Calder. Outra opção é a frequência de cursos na Internet ou a consulta de livros sobre técnicas básicas de bijuteria. Estes cursos e livros são elaborados por artistas para quem pensa começar a criar as próprias bijuterias ou, mesmo, bijuterias para vender.

Deixo duas fotos com duas peças de bijuteria que elaborei, seguindo cursos e livros de ensino de técnicas de bijuteria (estas peças já não são, contudo, as primeiras, diria que integram uma segunda fase, uma vez que as peças anteriores exigiram um trabalho de aperfeiçoamento para estas terem um bom resultado):

Imagem de justfantasybijuteria.blogspot.pt

O colar da foto acima foi inspirado num curso online sobre técnicas de bijuteria em arame lecionado pela artista Heidi Boyd. Para o colar, utilizei arame de cobre com um banho de esmalte na cor verde-esmeralda. Esta é uma cor viva, que dá ao colar um estilo contemporâneo. Os links e fecho têm uma cor latão para não existirem brilhos exagerados, que tirem o realce aos anéis, o elemento central do colar. Este design do colar, com anéis, é, por si, um design moderno. As missangas são em madeira, para combinar com os restantes tons, e em plástico, na cor verde-clara, sendo este um ponto de realce dos anéis. O colar encontra-se à venda, em liquidação, na minha loja online OneDreamOneMirror. COMPRAR AGORA

Imagem de justfantasybijuteria.blogspot.pt

Os brincos da imagem acima foram inspirados em técnicas do livro "Bijutaria", de Elvira López del Prado Rivas. São brincos elaborados em latão, num tom cobre, e em fio de cobre com missangas de plástico de cor azul-turquesa, de modo a formar uma teia. Estes brincos aludem ao amuleto indígena "filtro de sonhos", que permite que apenas fluam os sonhos bons. Os brincos também se encontram à venda, em liquidação, na minha loja do Etsy. COMPRAR AGORA

Se quiserem perguntar dicas sobre a elaboração de bijuterias, podem deixar mensagens nos comentários, às quais responderei.

segunda-feira, 15 de março de 2021

7 embalagens ecológicas

As embalagens que utilizo são sempre diferentes e, se possível, integram materiais reutilizados. Nesta publicação, mostro sete embalagens ecológicas que elaborei.

#1 Saqueta de papel de revista vintage. Um fio de sisal segura um pequeno envelope de agradecimento e fecha a saqueta, juntamente com um botão de madeira com o desenho de uma rosa.

Imagem de justfantasybijuteria.blogspot.pt

#2 Saqueta em papel vegetal fechada com fio de sisal. Tem uma etiqueta que foi elaborada com cartões e papéis reutilizados e um pequeno ramo de rosas naturais. Tem ainda uma oferta numa saqueta de papel vegetal.

Imagem de justfantasybijuteria.blogspot.pt

#3 Saqueta em papel vegetal com etiquetas elaboradas com cartões e papéis reutilizados e alfazema. Tem, também, fio de sisal para fechar a saqueta e para prender as etiquetas.

Imagem de justfantasybijuteria.blogspot.pt

#4 Embalagem mais minimalista. Embrulho com papel vegetal, fio de sisal e um botão de madeira com o desenho de uma borboleta.

Imagem de justfantasybijuteria.blogspot.pt

#5  Saqueta em papel vegetal, com o pormenor de uma tira em cartão. As etiquetas são elaboradas com cartões e papéis reutilizados e folhas de abeto. Utilizei o fio de sisal para as etiquetas e para fechar a embalagem.

Imagem de justfantasybijuteria.blogspot.pt

#6 Saqueta em papel vegetal com fio de sisal. Esta etiqueta tem um bolso, decorado com renda, para pequenas etiquetas e ofertas. Reutilizei cartões e papéis vários e utilizei alfazema.

Imagem de justfantasybijuteria.blogspot.pt

#7 Saqueta em papel vegetal e fio de sisal. As etiquetas são feitas com cartões e papéis reutilizados. Utilizei flor de alfazema para um toque natural.

Imagem de justfantasybijuteria.blogspot.pt

Qual é a vossa embalagem preferida?