segunda-feira, 12 de setembro de 2016

À conversa

Uma conversa pode trazer a "vida" com ela. Apesar de se tratarem de palavras e ideias, a consciência de diferentes pontos de vista, torna a mente muito mais abrangente, muito mais livre. Passa-se o mesmo com os gostos, por exemplo. Saber ouvir, tentar compreender o outro é fascinante por isso mesmo. Observar também a vida, as pessoas, os animais e tentar compreendê-los é fascinante. E a nós? Tantos conflitos que trazemos connosco, tantas dúvidas, tanto "será que devo? será que não devo?", "será que sou, será que não sou?", "será que sim, será que não?". Cada pessoa parece trazer tantas certezas, tantas dúvidas, tantas fragilidades e medos. Somos como a vida. Existe algo de fascinante em cada um de nós, existe beleza a descobrir.

A conversation can bring "life" with it. Beyond words and ideias, the awareness of different points of view makes the mind much more comprehensive and free. The same goes with different likes. Knowing how to listen, trying to understand the other is fascinating for that. And what about us? We have so many conflicts, doubts, fears. We are like life and, for that, there is something fascinanting about discovering ourselves.

2 comentários:

  1. Gosto de conversas demoradas. Despertam cumplicidades.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade. Também adoro conversas demoradas, sobre tudo, sobre a vida. É muito estimulante.

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...